Goioerê, sexta-feira, 13 de dezembro de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Esportes

03/10/2019

Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina

Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina

Os enxadristas paranaenses Matheus Salvadego, Mitzi Ramos e Isis Carvalho terão a oportunidade de representar o Brasil mais uma vez em uma competição na América Latina. De 1º a 6 de dezembro, os atletas participam do Campeonato Sul-Americano,  na Capital argentina, Buenos Aires. O trio competiu na fase final da Divisão A do 32º Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS), em Londrina, encerrando sua participação com várias medalhas no peito.

Aos 12 anos, Matheus ajudou a sua equipe - São José dos Pinhais - na conquista do 3º lugar geral da divisão de elite do Estado ao ficar na 5ª posição no relâmpago, com a prata no rápido e no convencional e com o bronze por equipes. Além destas conquistas, ele também foi ouro no rápido e 4º lugar no relâmpago da categoria 12 a 14 anos do 66º Jogos Escolares do Paraná. Entre suas conquistas mais expressivas estão o título sub-10 do Campeonato Sul-Americano em 2017, o que lhe garantiu a vaga para o Campeonato Mundial Cadete, torneio em que terminou na 52ª posição.

Com a medalha de bronze da categoria sub-12 no Festival Nacional da Criança em 2018 carimbou o passaporte ao Sul-Americano pela segunda vez. “Sempre recebi apoio da minha família para jogar, gosto muito de xadrez, é um esporte competitivo, que desenvolve disciplina e estratégias para vencer não só no esporte, mas também na vida”, evidenciou o jovem talento, que sonha em se profissionalizar e seguir carreira como enxadrista.

Destaque aos 11 anos

Outra revelação do esporte é a pequena Mitzi Ramos, de Piraí do Sul. Bronze no xadrez rápido e no convencional, ela contribuiu para que sua cidade conquistasse o 2º lugar por equipes e do feminino no quadro geral de pontuação. Com apenas 11 anos, ela sagrou-se campeã no rápido, bicampeã por equipes e geral na fase final da categoria 12 a 14 anos no 66º Jogos Escolares, assegurando a vaga para representar o Paraná na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, de 16 a 30 de novembro, em Blumenau (SC). “Aprender xadrez pra ela parece uma coisa natural, algumas pessoas têm facilidade para aprender música outras matemática, ela tem uma facilidade para aprender xadrez, embora tenha talento em outras áreas também, é uma menina muito inteligente”, atestou o professor Maurides Junior.

Mitzi também já vestiu a camisa da Seleção Brasileira no Campeonato Pan-Americano em julho deste ano e faturou o 4º lugar na categoria sub-12 do Festival Nacional da Criança, classificação que lhe rendeu a vaga para disputar o Campeonato Mundial na China, que coincidiu com a data dos Jogos da Juventude. “Infelizmente não pude participar do Mundial pelos altos custos, mas para o Sul-Americano estou me preparando para tentar ganhar a competição e conseguir uma titulação. Eu amo xadrez, amo jogar, e quando você faz algo que gosta e não por obrigação o resultado é consequência disso, eu consigo ter tranquilidade para pensar no jogo, meus pais me ajudam e me apoiam em tudo que faço”, ressaltou a jovem promessa.

Apoio da família

Em todos os torneios, Mitia faz questão de estar ao lado da filha, passando segurança e tranquilidade para ela jogar. “Estou sempre com ela, procuro acompanhá-la até pela idade dela, mas ela é muito consciente, o que me preocupa um pouco é com relação aos treinos, que não podem ser exaustivos, tem que fazer por amor, porque gosta. Outra coisa que também temos um cuidado é com a questão de ganhar e perder. Ganhar é muito bom, mas também é preciso aprender a perder, a Mitzi nunca reclamou, chorou ou brigou quando perdeu, ela analisa o que errou e procura corrigir no próximo jogo, então essa estrutura emocional procuramos dar a ela enquanto pais”, mencionou Mitia.

Estreia com pódio

Revelação do xadrez de Ponta Grossa, Isis Carvalho garantiu em sua primeira participação nos JOJUPS ouro no relâmpago, prata no rápido e ouro no convencional, resultado que ajudou sua equipe a levar o troféu de campeã geral pela primeira vez no feminino e no masculino. Em 2018, a ponta-grossense sagrou-se campeã brasileira da categoria sub-12, ganhando a graduação de mestre nacional e a vaga para representar o Brasil no Pan-Americano, figurando em 16º lugar entre as jogadoras participantes. Nesta temporada, levou o título estadual da categoria sub-12 e do xadrez relâmpago na competição nacional, classificação que lhe rendeu o convite para participar do Campeonato Sul-Americano. “É muita responsabilidade, porque a gente acaba se tornando espelho para os outros”, expôs.

Incentivada pelo pai Carlos, aprendeu a mexer as peças de xadrez aos quatro anos e aos sete participou do primeiro torneio, ficando em 2º lugar. De lá pra cá já coleciona dezenas de medalhas e participações em campeonatos regionais, estaduais, nacionais e internacionais. “Para entrar na seleção da cidade já é difícil, ingressar na equipe é por mérito, é porque fez por merecer, se dedicou. É uma grande conquista vestir essa camisa, pois desde que iniciei no xadrez queria poder competir representando Ponta Grossa, minha cidade”, enfatizou Isis.

Com quatro horas e meia de treino todas as terças e quintas-feiras no Clube de Xadrez, Isis ainda tem aulas particulares três vezes por semana, duas com o grande mestre espanhol Leandro Kryza e uma com o professor argentino Pablo Alejandro. “Quando jogo nem percebo o tempo passar”, diz Isis, que para ganhar mais experiência participa de pelo menos um torneio convencional por mês, objetivando aumentar seu rating, sistema de pontuação que define a força de um jogador de xadrez.

“Como ela compete em vários torneios de nível adulto, com idades abertas, mesmo ela tendo uma baixa idade já tem certa experiência, já está acostumada a jogar com atletas mais velhas, isso faz com que ela evolua e aprenda a jogar cada vez melhor”, frisou o professor Lucas Borges. 

Viabilizar participação

Em razão do custo financeiro para participar do Sul-Americano, os três atletas contam que suas famílias buscam patrocinadores para arrecadar o montante necessário a fim de viabilizar a viagem. “Estamos torcendo para que consigamos arrecadar dinheiro suficiente para garantir nossa participação no Sul-Americano”, anseiam os jovens prodígios. “Não quero decepcionar meus pais, estão se esforçando bastante para conseguir me levar, por isso estou treinando muito pra representar bem meu país e também pra agradecer aos meus pais por tudo que estão fazendo por mim”, destacou Mateus.

O álbum completo de fotos da modalidade você confere no facebook dos Jogos da Juventude do Paraná.

A Divisão A do 32º Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS) é uma realização do Governo do Estado, por meio da Superintendência do Esporte, com o apoio da cidade de Londrina.

 

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Cidade Portal pelo WhatsApp (44) 99979-8991 ou entre em contato pelo (44) 3522-7297

 

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | ASSESSORIA DE IMPRENSA

Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina
Jovens promessas do xadrez disputam em dezembro Sul-Americano na Argentina

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal