Goioerê, quarta-feira, 23 de setembro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE

Esportes

01/02/2017

Bolt aguarda recurso de Carter, mas se diz indiferente: Abri mão da medalha

Bolt aguarda recurso de Carter, mas se diz indiferente: Abri mão da medalha

Usain Bolt e Asafa Powell parecem resignados com a perda do ouro do revezamento 4x100m dos Jogos de Pequim devido ao doping do companheiro Nesta Carter. Na Austrália para a disputa de um evento de atletismo, os jamaicanos mostraram conformismo e evitaram culpar o colega, responsável pela punição a todo o grupo após testar positivo para o estimulante metilhexaneamina. 

- Inicialmente (fiquei) desapontado, claro. Mas, na vida, coisas acontecem. Não estou triste. Estou esperando para ver se Nesta vai apelar ou algo assim. Estão agora só estou esperando para ver o que vai acontecer, mas abri mão da minha medalha – disse Bolt, que já teria devolvido sua láurea.

Asafa, que em 2014 foi flagrado pelo uso do estimulante oxilofrine e cumpriu seis meses de suspensão após apelar para a Corte Arbitral do Esporte (CAS), seguiu a linha do homem mais rápido do mundo e reforçou a postura de equipe do quarteto.

- Fomos lá como um time e fizemos o que tínhamos que fazer. É muito triste e agora temos que olhar para o futuro. Conquistamos muito e só precisamos ser positivos sobre tudo agora. Não estou em posição de dizer o que deveria ou não ser. Isso é o que é. Algumas coisas não são justas – disse, em entrevista à agência de notícias Associated Press (AP).

No dia 25 de janeiro, o Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou a desclassificação de toda a equipe jamaicana e a perda do ouro olímpico do revezamento 4x100m dos Jogos de Pequim 2008 pelo doping de Carter. Na final olímpica em questão, o time formado por Michael Fraser, Usain Bolt, Carter e Asafa Powell quebrou o recorde olímpico da prova, cravando 37s10. 

Com a realocação do pódio, o ouro passará a ser de Trinidad e Tobago, que teve como medalhistas Keston Bledman, Marc Burns, Emmanuel Callender e Richard Thompson. O Japão sobe para o segundo lugar, e o quarteto brasileiro formado por Vicente Lenílson, Sandro Viana, Bruno Lins e José Carlos Moreira, o Codó, quarto colocado na ocasião, deve herdar o bronze.

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | GLOBO ESPORTE

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal