Goioerê, quinta-feira, 23 de maio de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE
05/01/2019

Ano Novo - Pr. Pedro R. Artigas

Ano Novo - Pr. Pedro R. Artigas

Ano Novo

 

Pr. Pedro R. Artigas

 

Há 14 anos atrás eu escrevi essa crônica que hoje torno a repetir, pois ao lê-la novamente eu me perguntei o que mudou? Ou o que procuramos mudar em nossas vidas e nas vidas das pessoas que nos cercam?

Estamos entrando em mais um novo ano, mais do novo milênio, que podemos viver. Esperamos todos que seja bem melhor que o que terminou, assim dizemos nós.                   

Mas estamos preparados para assumirmos este novo ano/estágio da vida humana? Será que como humanos estamos nos conscientizando que precisamos primeiro olhar para as nossas crianças desamparadas, para os filhos da safra como ocorre em diversas regiões do Brasil, ou ainda para os desvalidos que não tem onde morar, ou para os idosos que quase nunca são respeitados e ouvidos, será que estamos nos preparando neste novo ano para sabermos tratar melhor a natureza que nos mantém a vida, e nos alimenta? Depois de termos visto a seca que assolou o Amazonas, culpa nossa pelo desmatamento e queimadas que provocarmos em nome do progresso?

São interrogações que nunca saberemos a resposta certa, mas tenho a certeza que se o homem não souber tratar melhor as indagações acima, não teremos vida longa sobre o mundo dado por Deus para o homem cuidar. Enquanto o homem tiver ódio de seu semelhante, olhemos para o Iemem, e diversos países da África, e atualizando para a Siria, Venezuela, para a entrada de refugiados nos Estados Unidos, parados no México.

Enquanto não soubermos valorizar quem já passou pela vida, e pode com sua experiência nos ajudar a melhorar a qualidade de nossa própria vida, estaremos infelizmente fadados a ver a violência aumentar, a famílias serem destruídas e a moral não ter valor.

Não estou sendo pessimista ou crítico de fim de ano, mas estou querendo mostrar que podemos salvar nossa querida e amada Terra, e melhorarmos o ambiente e termos relações firmes e fundadas na confiança.

Foi por estes motivos que Jesus veio ao mundo, para salvar o que estava perdido, e dar vida ao que estava morto, damos muita ênfase aos milagres maravilhosos de Jesus, mas esquecemos, ou  fazemos questão de não ver, que o maior milagre feito por Jesus foi o de nascer entre nós, passar pelos mesmos momentos aflitivos que nós passamos, ter as mesmas dificuldades que temos todos os dias, e no final dizer: "Estas cousas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo pois eu venci o mundo", Evangelho de João, capítulo 16, versículo 33.

Somos ensinados a viver de maneira diferente por alguém que como nós passou por tudo  e soube nos ensinar o que é viver com amor e com paz, e ainda nos dizer enfaticamente "tende bom ânimo pois eu venci o mundo", ou seja, nos dizer que podemos ter inúmeras dificuldades, mas se soubermos olhar para o autor e consumador da nossa fé, saberemos viver o novo ano com a vida muito melhor.

Olhando para este Jesus saberemos que devemos também olhar para outras pessoas que tiveram ou não a mesma oportunidade que nós, e então as cuidaremos de maneira diferente. Saber viver assim é manifestar o Cristo maravilhoso, é saber demonstrar amor. Feliz Ano Novo,Shalom.

Fonte: Pr. Pedro R. Artigas

Pr. Pedro R Artigas

Pr. Pedro R Artigas

Escreve sobre Contato Pastoral

Pedro Rivadavia Artigas 

Pastor Metodista formado em 1985 pelo CEMETRE 

Especializado em Aconselhamento Familiar 

Formado em Técnico Químico em 1969 - Colégio Osvaldo Cruz - SP 

Especialização em Marketing pela ADVB - SP em 1974 

Atualmente aposentado Cultivando Orquídeas

Ler mais notícias

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal